Falta de professores na área de TI pode desacelerar o processo de formação de novos profissionais

Falta de professores na área de TI pode desacelerar o processo de formação de novos profissionais

A pandemia acelerou a transformação digital no Brasil, o que levou muitas empresas a lidar com um gargalo: a falta de mão de obra na área de Tecnologia da Informação (TI). Um estudo de 2019, realizado pela Associação das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação e Tecnologias Digitais (Brasscom), revelou um déficit potencial, anual, de mais de 24 mil profissionais de TI. 

Pensando nisso, o Seprosc em parceria com o Senac SC, lançou o Programa Jovem Programador, que atua na formação de jovens entre 16 e 35 anos na área de tecnologia. O objetivo é facilitar a entrada de novos profissionais em um mercado de carreira promissora, além de atender a demanda por mão-de-obra qualificada em Santa Catarina.

No entanto, com o aumento da demanda por formação, cresce também a necessidade de professores capacitados para trabalhar no setor. Os professores de cursos de tecnologia, geralmente, são profissionais atuantes na área, que trazem suas experiências e práticas profissionais para a sala de aula, agregando valor na formação dos alunos e acelerando o processo consistente de aprendizagem.

O Programa Jovem Programador ampliou a atuação no Estado este ano e também sofre com a escassez de professores para formar os futuros profissionais de TI. Mesmo com a prorrogação dos processos seletivos para a contratação dos professores e a participação dos colaboradores de empresas parceiras do programa, em algumas cidades, é difícil fechar o quadro.

Esse cenário é preocupante, pois a falta de professores pode desacelerar o crescimento do setor de tecnologia em Santa Catarina. Uma das formas de solucionar esta equação é ofertar a qualificação de forma remota - o que já está sendo pensado e planejado para as edições do Jovem Programador nos próximos anos.

Neste sentido, o Senac SC possui oferta constante de vagas para professores na área de TI, para atuação em diversos níveis de formação. O processo seletivo da instituição é realizado de forma transparente e com comunicação via website: clique aqui para acessar.

*Carlos José Pereira - Diretor do Seprosc responsável pela formatação do projeto

Foto: Pixabay


Publicado em 29/06/2022 12:11:00

Sobre o Programa

O JOVEM PROGRAMADOR é um PROGRAMA de capacitação tecnológica para formação de jovens, de 16 a 35 anos, para atuar em empresas do Estado de Santa Catarina, independentemente do local onde estejam instaladas.

O curso permite que jovens possam se capacitar em Tecnologia da Informação através do parceiro de ensino, o Senac - Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial - que dispõe de ampla experiência na área de formação e capacitação de profissionais e disponibilizará as instalações em aproximadamente 20 municipios de Santa Catarina,

Os jovens terão infraestrutura técnica e terão aulas de forma hibrida, presencial e virtual.

A empregabilidade é o foco do PROGRAMA, que não mede esforços de gerar oportunidade aos alunos egressos do PROGRAMA nas empresas parceiras. O objetivo é proporcionar aos alunos uma possibilidade de demonstrar suas habilidades perante as empresas patrocinadoras.

O PROGRAMA se destina a jovens:

  •  Com idade entre 16 e 35 anos:
  •  A partir do 1º ano do ensino médio;
  •  Que residam nas cidades beneficiadas pelo programa ou em cidades vizinhas

O PROGRAMA é de iniciativa do Sindicato das Empresas de Informática, Processamentos de Dados e Tecnologia da Informação do Estado de Santa Catarina - SEPROSC e realização do SENAC.

Para a edição de 2022 as cidades são:

Blumenau, Brusque, Caçador, Chapecó, Concórdia, Criciúma, Florianópolis, Jaraguá do Sul, Joaçaba, Joinville, Lages, Palhoça, Pinhalzinho, Rio do Sul e São Bento, São Miguel do Oeste, Tubarão, Videira, Xanxerê.

 

>

Inscrição

Inscrições encerradas